Abach Academia Brasileira de Arte Cultura e História
Contato Abach
Contato Abach
Abach (Academia Brasileira de Arte, Cultura e História)

Abach Academia Brasileira de Arte Cultura e História

Apresentação Histórica da Casa da Fazenda

Relíquia histórica do século XIX, a Casa da Fazenda do Morumbi não é apenas um restaurante é mais do que isso, por se tratar de um ponto turístico e histórico da cidade de São Paulo.
Uma senzala em suas paredes originais lembra épocas passadas e prende a atenção de turistas nacionais e internacionais.
O jardim, com árvores centenárias e catalogadas compõe o cenário e proporcionam aos visitantes um passeio e a curiosidade para os diversos tons de verdes da época do Brasil colonial.

História

Nesse espaço magnífico que abrigou uma fazenda de chá que pertenceu ao inglês John Maxwel Rudge, cujas terras foram doadas por D.João VI.
Uma das correntes mais disseminadas da História revela que junto com a frota portuguesa de D. João VI , no ano de 1808, em fuga das tropas napoleônicas, veio o inglês John Rudge, especialista no cultivo de chá. O rei português gostava muito da bebida, por isso doou terras da área posteriormente conhecida como o elegante bairro do Morumbi em São Paulo para John iniciar uma plantação. A propriedade já construída foi a moradia do então, regente Padre Diogo Antônio Feijó em taipa de pilão e com feições coloniais, foi inaugurada em 1813 e posteriormente se tornou conhecida como a Casa da Fazenda do Morumbi. A fazenda de chá se tornou próspera. Posteriormente, John Rudge plantou, também, videiras para produzir vinho, pois D. João VI cancelou um alvará que proibia manufaturas na colônia.

Capela e Casa da Fazenda do Morumbi – Tombada pelo Conpresp como patrimônio histórico

A Casa da Fazenda, assim como a Capela da Fazenda foram tombadas pelo CONPRESP, com base em estudo elaborado por técnicos do DPH, que apontou a importância histórica das construções e, sobretudo, de suas taipas, remanescentes de uma técnica construtiva hoje desaparecida (Prefeitura Municipal de São Paulo). A Capela está localizada num terreno que constituía a Fazenda do Morumbi, cujo mais antigo documento encontrado, é datado de 1825.

Patrimônio Tombado

Por volta da década de 1920 ruiu parte, mas suas paredes de taipa resistiram e foram cuidadosamente reconstruida a partir de projeto do arquiteto Gregori Warchavchik.
Por seu significado histórico, a propriedade serviu de cenário para várias produções cinematográficas como o filme "Sinhá Moça", de 1953, produzido pela Vera Cruz e dirigido por Tom Payne, baseado no romance de Maria Dezonne Pacheco Fernandes, estrelado por Eliane Lage e Anselmo Duarte. E também para "A Moreninha" e "Beto Rockfeller", de Oliver Perroy e "A Nova Primavera", de Franco Zefirelli.

Histórico Familiar

John Rudge e Ana Abiah Smith, casados no dia 10 de agosto de 1791, em Weston under Pluyard Parish, Inglaterra. Casou-se no Rio de Janeiro em 14 de dezembro de 1831 com Maria Amália Maxwell nascida no Rio de Janeiro em 30 de janeiro de 1816, filha de Joseph Maxwell e Maria Rosa de Souza Maxwell.
Filhos:
Ana Abiah Rudge que casou-se com N. Silva Prado.
João Maxwell Rudge (16 de setembro de 1839 - 4 de junho de 1897) que casou-se com Luísa Pereira de Campos Vergueiro.
Guilherme Maxwell Rudge (2 de maio de 1842) que casou-se com Maria Júlia da Silva Teles.
Maria Amália Rudge (Rio de Janeiro, 29 de maio de 1843 - São Paulo, 13 de setembro de 1909), que pelo seu casamento no ano de 1860, no oratório particular da residência de João da Silva Machado (Barão de Antonina), com Ernesto Mariano da Silva Ramos (São Paulo, 20 de janeiro de 1836 – 22 de março de 1919), deu início ao ramo familiar Rudge Ramos, com grande descendência.
Falecido no Rio de Janeiro, tendo sido sepultado no Cemitério dos Ingleses

O casal Francisco e Maria José de Carvalho Ramos, que viveu ali durante quatro anos, até 1978, foram seus últimos moradores.
Restaurada e inaugurada em 1999, a casa mantém toda sua arquitetura de época, num espaço de mais de 8 mil metros quadrados de árvores centenárias e nativas.

Abach (Academia Brasileira de arte, cultura e História)

Recentemente, a Academia Brasileira de Arte, cultura e História (ABACH) recebeu a outorga dos direitos do uso da Casa da Fazenda do Morumbi como pólo cultural.
Promover a arte e novos talentos, organizar novas exposições e abrir espaço para divulgar a cultura e história brasileira é a missão da Abach.
Fundada entre as décadas de 50 e 60 por afrânio de Mello Franco, José Honório Rodrigues, Luiz da Câmara Cascudo e Dante Laytano, a entidade iniciou suas atividades com foco exclusivo para os interesses da história da Pátria.
Arte e cultura em São Paulo Wc3 Criação de Sites São Luis, Manaus, Curitiba, Porto Alegre, Recife